Buscar
  • ColégioSant'Ana

Professora Ensina, mas também Aprende

Atualizado: Out 19


Escolhi ser professora, porque é uma tarefa apaixonante, gratificante e sem dúvida nenhuma, árdua, mas é extraordinariamente “bom” ser professora.


Cada ano que inicia é uma aventura fascinante, cheia de desafios, surpresas, novos alunos, novas vidas, novos sonhos. Todo ano as estratégias mudam, ultrapassam-se as expectativas ao ver aqueles olhos brilhantes, divertidos, assustados, sonhadores... Todos são colocados em minhas mãos para que eu transmita conhecimentos e é claro receba também, pois é uma troca constante e infinita e nessa troca quem mais aprende sou eu.


Aprendo que paciência se cultiva, quando conto até dez para não falar palavras que magoam. Quando chegam correndo e me abraçam com carinho, aprendo que abraçar alguém é a mais sincera troca de amor, e que criamos um vínculo duradouro “de olho no olho e de coração para coração” eles me ensinam que a principal riqueza vem de dentro.


Com meus perfeitinhos aprendo que não sou infalível, e muitas vezes no meio do caminho eu erro, então eles me ensinam que não existe um caminho feito, o caminho se faz ao caminhar.


Amo quando minha sala de aula passa a ser um lugar mágico onde os levo a sonhar, quando viajo com eles contando uma história para reflexão, e seus olhinhos curiosos me fitam esperando o próximo passo e depois brilham com o final feliz! Naquele dia, A sala de aula assume um interesse singular para eles e vão para casa com as cabecinhas cheias de dados, com contribuições significativas para os problemas que são vividos lá fora.


Eu me divirto dando aulas, ouvindo meus alunos, compartilhando experiências, eu adoro quando rimos juntos de coisas bobas, cada gesto, cada palavra, cada atitude que eles têm comigo, vou guardando como um tesouro imenso, uma riqueza incalculável em meu coração.


Me sinto completa e realizada nessa grandiosa tarefa de ser professora, que não é construída de fora para dentro, é um processo interno de reconstrução ao conviver com eles, pois fico feliz a cada ano que passa por ter convivido com tanta gente diferente e ao mesmo tempo tão rara e tão importante para minha vida.


Essa grandiosa tarefa de ser professora é saber que, se um aluno conseguir enxergar possibilidades onde o mundo inteiro diz que não, então consegui cumprir a minha missão! Sou grata a Deus por ser professora, que aprende mais do que ensina!



Eliane Prado, professora do Colégio Sant'Ana


60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo